O álcool está a tratar esta doença furtiva.

Agosto 9, 2020

Consumir alguns tipos de álcool até quatro vezes por semana pode reduzir significativamente o risco de diabetes, notaram os investigadores.

Em comparação com os alcoólicos, os homens que bebem três a quatro vezes por semana têm menos 27 por cento de diabetes, e as mulheres até 32% menos, mostrou o mais recente estudo.

Cientistas dinamarqueses, liderados pela professora Jen Tolstrapom da Universidade do Sul da Dinamarca, publicaram o seu estudo na revista “Diabetology”.

Notaram que o vinho teve o maior efeito – possivelmente porque contém compostos químicos que melhoram os equilíbrios do açúcar no sangue.

Mas o gin e outras bebidas alcoólicas tiveram uma total contra-influência nas mulheres, aumentando o risco de diabetes para 83 por cento com apenas uma bebida por dia.

ARTIGOS SEMELHANTES
Para não teres uma noite louca: previne a ressaca e as dores de cabeça!

Danos alcoólicos e pulmões!

Uma forma simples de reduzir o alcoolismo

Determinado pelo que o seu coração está pulando

O estudo analisou os hábitos de 70.551 homens e mulheres na Dinamarca durante cinco anos.

Um total de 859 homens e 887 mulheres do grupo de estudo desenvolveram diabetes.

O inquérito não determinou a diferença entre as duas formas de diabetes — tipo 1 e muito mais frequentemente, tipo 2.

“Os nossos resultados indicam que as bebidas alcoólicas estão relacionadas com o risco de diabetes e que o consumo da mesma durante 3 a 4 dias durante a semana está ligado ao menor risco de diabetes, mesmo quando se considera o consumo médio semanal de álcool”, escreveram os autores.

Quanto à quantidade de consumo de álcool, os homens que consumiam 14 bebidas por semana tinham menos 43% de hipóteses de desenvolver diabetes de quem não bebia nada, segundo os cientistas.

E o risco de diabetes nas mulheres que consomem nove chávenas por semana diminuiu apenas 58% em comparação com os não-bebedores.

Para homens e mulheres, sete ou mais chávenas de vinho por semana diminuíram o risco de diabetes em 25% a 30% em comparação com aqueles que beberam menos de uma chávena de vinho.

E uma a seis cervejas por semana reduziu o risco de diabetes para 21% nos homens, mas não teve efeito nas mulheres.